terça-feira, 8 de agosto de 2017

8 INFORMAÇÕES QUE VOCÊ NÃO DEVE COLOCAR NO SEU CURRÍCULO


A ferramenta mais importante para procurar emprego continua sendo o currículo. Por isso, se você está buscando uma vaga em alguma empresa, o primeiro passo é se dedicar à elaboração de um CV que convença o recrutador a te chamar para uma entrevista.
Seus pontos fortes, seu objetivo profissional e suas principais experiências não podem ficar de fora. Se você está começando sua carreira agora e ainda não tem experiência, destaque a sua formação e os cursos feitos durante a faculdade e o estágio, caso tenha sido realizado.
Mas tão importante quanto saber o que escrever é se atentar ao que NÃO deve constar em um currículo. Veja algumas dicas dos consultores especializados em gestão de carreira e evite gafes:

1. Curriculum Vitae
Não inicie seu CV com a famosa frase “Curriculum Vitae”, seja mais direto e comece com o seu nome em destaque.

2. RG, CPF, CTPS...
Nos dados pessoais, não coloque o número de seus documentos. Somente nome, endereço, telefones, e-mail, endereço do Linkedin, data de nascimento e estado civil são necessários.

3. Cuidado com o e-mail
Não use endereço e-mail que possa comprometer sua credibilidade. Aquela conta que você criou de brincadeira, como gatinha26@email.com, por exemplo, pode ser motivo de piada entre os recrutadores.

4. Histórico salarial
Não coloque quais foram seus últimos salários. Essa informação só precisará ser dada caso o empregador te pergunte durante a entrevista.

5. Frases de efeito
Não faça autoelogios vazios (ex: “profissional determinada com muita garra para crescer nesta empresa de sucesso”). Seja objetivo e coloque um resumo das suas experiências profissionais.

6. Mentirinhas
Não minta nunca sobre uma experiência ou conhecimento que não tem. Por exemplo, se não sabe falar inglês ou outro idioma, não coloque que tem conhecimento avançado. Ficará muito feio para você se, durante uma possível entrevista, o recrutador te fizer perguntas em outra língua e você não conseguir responder.

7. Deslizes gramaticais jamais!
Não deixe passar nenhum erro de português. Se isso acontecer, você perderá vários pontos com o recrutador. A dica é revisar seu currículo várias vezes e, se possível, pedir para um colega ou parente também revisá-lo

8. Autógrafo
Por fim, não assine seu currículo. Isso é totalmente dispensável, segundo os consultores.

Por Fátima Miranda
Fonte MSN