sexta-feira, 7 de julho de 2017

BONS MODOS NÃO TIRAM FÉRIAS

A consultora Gloria Kalil mostra em "Viajante chic!" como viajar sem perder a classe – e a educação


O QUE FAZER...

...na casa dos outros:
1. Trate a casa dos outros como um palácio. Não deixe o banheiro molhado nem cinzeiros sujos.
2. Faça alguma gentileza aos anfitriões, como levar o cachorro para passear, cozinhar ou trazer flores.
3. Nunca trate as pessoas que trabalham na casa como se fossem seus empregados.
4. Não perca a chave da casa, não fique horas no banho, não faça interurbanos, não dê trabalho.
5. Não use o computador como se estivesse numa lan house. Se precisar usar, peça licença.
6. Circular de pijama pela casa dos outros é horroroso. Vista uma roupa antes de sair do quarto.
7. Respeite os horários e hábitos do lugar. Se o almoço for servido às 13 horas, esteja pronto e não atrase.

...no navio:
1. Não há jeitinho que mude a programação das excursões turísticas. Se você foi avisado em seu jornal diário de bordo da mudança de fuso horário e não prestou atenção, azar o seu.
2. Não peça para aquela sua prima de Salvador lhe fazer uma visitinha no navio enquanto estiver em escala por lá.
3. Não tente ter um caso com qualquer pessoa da equipe de bordo. Se for descoberto, o funcionário será desembarcado.
4. As festinhas da tripulação são as mais animadas, porém fechadas. Não insista.
5. É proibido pagar a camareira para trabalhar como baby-sitter ou fazer qualquer outro serviço.

...no avião:
1. Quero ir ao banheiro, mas o vizinho de poltrona não acorda. Como peço passagem? Não precisa pedir. Pule o colega. Se não conseguir, você tem todo o direito de acordá-lo educadamente.
2. A pessoa ao meu lado não para de roncar. O que faço? Azar. Com roncadores e crianças choronas, não há o que fazer.
3. Não quero conversar, mas meu colega de poltrona está carente. Como fugir? Enfie a cara num livro. Se não gosta de ler, finja que está dormindo.
4. Não converse demais. Incontinência verbal é muito chato.
5. Quando for arrumar suas coisas no corredor da aeronave, tire a mochila das costas, para não ficar batendo em todo mundo?
6. Não ligue equipamentos ruidosos e luminosos, especialmente em voos noturnos.

...na viagem com amigos:
1. Não combine passeios ou compromissos demais. Fica cansativo e dá mau humor.
2. Não faça programas que exijam que uns esperem os outros. Não dá certo.
3. Gente que não deve sair junto: esportistas x sedentários; matutinos x boêmios; consumistas x anticonsumistas.
4. Você não precisa fazer tudo com seus companheiros de viagem. Privacidade é importante.
5. É péssimo nunca ter dinheiro trocado e fazer os outros pagarem suas despesas. Pague suas contas, nem que seja de tostões.
6. Se puder, evite mesas grandes. Em qualquer restaurante, é difícil acomodar mais de seis.
7. O melhor modo de dividir a conta é conforme o que cada um consumiu. Não é justo quem não bebe pagar pelo uísque 15 anos do vizinho.

...na excursão:
1. Respeite o lugar marcado no ônibus.
2. Evite consumo de comidas e salgadinhos com cheiro forte, que deixam o ambiente inteiro impregnado.
3. Contenha o ímpeto das crianças, especialmente os chutes nos bancos dos passageiros da frente.
4. Cuidado ao reclinar o banco. Verifique antes se não está praticamente deitando no colo de alguém.
5. Bagagem de mão excessiva atrapalha, ainda mais se você dormir e largar tudo esparramado no caminho do passageiro ao lado.
6. Em ônibus ou trem, feche o banheiro com cuidado ao sair. Respeite o pobre passageiro do fundão.
7. Respeite os horários previstos. Nada mais chato do que ter de lidar com os atrasos diários de uma mesma pessoa.

Você encara bem uma excursão?
Em seu novo livro Viajante Chic (editora Agir) a consultora de moda Glória Kalil ensina como se comportar em viagens. As excursões, em especial, exigem paciência e espírito de grupo. Antes de se engajar em um passeio coletivo, faça um exame de consciência e responda às seguintes questões, para saber se você pode ou não encarar um ônibus lotado até o destino dos seus sonhos:
  • Você se incomoda com barulho ou cantorias?
  • Você consegue não morrer de irritação com alguém que sempre esquece alguma coisa e obriga o ônibus a voltar para procurar?
  • Reage calmamente aos atrasos diários de uma mesma pessoa?
  • Leva na esportiva uma folgada que vive pedindo para os maridos alheios carregarem suas malas ou seus pacotes de compras?
  • Sabe lidar com aquela senhora que nunca tem trocado e que acaba devendo uma boa grana para os colegas de viagem? 

Se nada disso tira você do sério, parabéns! Pode programar seu próximo passeio em uma excursão.

Por Natália Spinacé
Fonte Época Online