sábado, 1 de julho de 2017

ESTUDO DIZ QUE AMANTES DOS GATOS SÃO MAIS INTELIGENTES

Pesquisa com 600 estudantes apontou várias diferenças entre criadores de felinos e de cães

Donos de gatos são apresentados como mais sensíveis

Um estudo da Universidade de Carrol, em Wisconsin, nos Estados Unidos, mostra que a personalidade das pessoas que gostam de cães é bem diversa daquelas que amam os gatos. De acordo com a pesquisa, as pessoas que disseram que preferem os cachorros tendiam a ser mais animados, além de ter mais energia e serem mais extrovertidos. O estudo ainda apresentou outra curiosidade: esses tendem a acompanhar de perto e com atenção as regras estabelecidas em sociedade.
Os amantes dos gatos, por outro lado, se apresentaram com personalidade mais introvertida, mais aberta e mais sensível do que amantes de cães. Elas também tem a tendência a ser não-conformistas e não gostam de seguir regras. O estudo ainda descobriu algo inusitado e que pode polemizar entre os donos dos bichinhos de estimação: os que gostam de gatos alcançaram maiores pontos no quesito inteligência do que os amantes de cães.

Ambiente interfere
Parte dos motivos para as diferenças de personalidade pode estar relacionada aos tipos de ambiente que cachorros e gatos preferem, de acordo com a pesquisadora Denise Guastello , professora associada de psicologia da Universidade onde o estudo foi realizado.
- Faz sentido que uma “pessoa cachorro” vá ser mais animada, porque eles vão querer estar sempre no ambiente externo, lidando com as pessoas, trazendo seu cão - afirmou. - Considerando que, se você é mais introvertido e sensível, talvez você tenha mais vontade de ficar em casa lendo um livro, e seu gato não precisa ir para fora para uma caminhada. "
Os pesquisadores entrevistaram 600 estudantes universitários, perguntando se eles se identificam como amantes de cães ou de gatos. Questionaram ainda quais são as qualidades eles consideravam mais atraentes em seus animais de estimação. Os participantes também responderam a uma série de perguntas para avaliar a sua personalidade.
No total de entrevistados, mais pessoas disseram adorar cães do que gatos: cerca de 60 % contra 11% que disseram que eram admiradoras dos gatos. O restante citou outros animais.
- É possível que as pessoas selecionem animais com base em sua própria personalidade - disse Denise Guastello.

Fonte O Globo Online