sábado, 6 de maio de 2017

DICAS PARA VIAJAR COM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

Os donos de bichinhos passam por muitas dúvidas na hora de viajar com o animal, mas existem algumas ações que podem tornar essa tarefa mais fácil

Um grande empecilho para quem tem um animal de estimação em casa é viajar, afinal o bichinho depende do dono para comer, beber água, ter companhia, fazer suas necessidades, enfim, para viver. É exatamente por isso que os cãozinhos e gatinhos, por exemplo, são vistos como um filho. Mas não é por causa disso que o dono terá que deixar de curtir umas férias em alguma cidade diferente, é possível sim viajar com animal.

São preciso alguns preparativos para viajar com animal
Não basta simplesmente colocar o bichinho no carro junto com o resto da família e pegar estrada, alguns cuidados precisam ser tomados e aí moram todas das dúvidas e questionamentos dos donos em relação a viajar com animal. Existem algumas ações que podem tornar essa tarefa mais fácil, confira o passo a passo.

Preparação para a viagem
O primeiro passo para o preparativo de uma viagem é escolher um destino, o segundo é o meio de transporte que será utilizado. Se a distância for muito grande, o mais adequado é a escolha do transporte aéreo. Viagens de carro muito demoradas podem causar muito stress para o animal.

- Viagem de carro
Caso a opção seja realmente o automóvel, existem algumas medidas a serem tomadas. Familiarizar o animal com o carro é a primeira delas, se ele já está acostumado é mais fácil, mas se não, dê voltas com ele pelo bairro diariamente algumas semanas antes de pegar estrada.
O animal deve estar sempre no banco de trás, usando sinto de segurança especial ou dentro de uma caixa de transporte. Uma regra, principalmente para os cachorros, é não colocar a cabeça para fora da janela, essa atitude pode causar uma série de acidentes (como a queda do animal ou a perda do controle do volante).
Além disso, no caso de viagens muito longas, o recomendado é parar a cada duas horas para dar água ao animal e passear um pouco para permitir que ele se distraia e faça suas necessidades fisiológicas. Outro ponto importante é a temperatura do veículo, se a incidência do sol estiver muito grande ou se houver excesso de vento, os animais podem passar mal e até adquirir sérios problemas de saúde.

- Viagem de avião
Para viagens de avião é preciso se ligar as regras da companhia aérea. Todas elas exigem um certificado de vacinação que comprove que o animal está com todas as vacinas necessárias em dia e um atestado de saúde, feito por um veterinário, que comprove que o animal está apto para viajar. Algumas empresas permitem que o animal viaje na cabine, junto com o dono, outras pedem inclusive a sedação dele. Fique atento a todas as regras antes de efetuar a compra da passagem.

O que colocar na mala do animal?
Para viajar com animal, também é preciso fazer uma mala para ele. Dentro dessa mala precisa ter tudo que ele está acostumado a ter em casa no dia a dia. Coleira, bebedouro, comedouro, cama confortável, brinquedos, cobertor, ração na quantidade adequada ao tempo de viagem e remédios para qualquer tipo de emergência são os principais itens.

Queime energias do animal antes da viagem
Para que os gatos e cachorros, principalmente, fiquem menos agitados (e quem sabe, até durmam) durante a viagem, realize um passeio com eles um pouco antes – uma voltinha no parque ou quarteirão pode já ser o suficiente. Brincadeiras que o façam correr também é uma boa opção.

Alimentação antes da viagem
Antes da viagem, faça com que o seu pet fique de jejum – 4 horas no caso dos cachorros, e 2 horas para os felinos. Isso evita que eles fiquem enjoados ou vomitem durante o trajeto. Além disso, jamais os alimente durante o trajeto. Portanto, nada de ração.

Acalmar o animal
Para aqueles animais de estimação mais agitados, que tal apostar em um calmante natural antes da viagem? Além de não ser prejudicial à saúde do bichinho, o calmante poderá mantê-lo tranquilo durante as horas de viagem. Consulte um veterinário antes para saber qual calmante natural é o mais ideal.
Trabalhar o psicológico do animal
Viajar com animal pode acabar mexendo com o psicológico dele, ele pode achar que será abandonado quando sai de seu habitat natural (principalmente os gatos). Por isso, faça com que ele se sinta o mais em casa possível, levando para a viagem acessórios como os cobertores e brinquedos favoritos.

Fonte Canal do Pet - iG