sábado, 6 de maio de 2017

GATOS - FASES DA VIDA


Filhote - Um novo amigo chegou!

Pequenos e frágeis, os gatinhos precisam de atenção e cuidados. Na hora do nascimento, cada gatinho nasce num envoltório que a mãe rompe ao limpar o filhote, ela come a placenta o que estimula a produção de leite. Ela não se contenta em apenas amamentar seus filhotes, mas passa grande parte do tempo a lambê-los e lustrá-los com sua língua áspera.
Cuide bem do seu filhote, pois ele é suscetível a um grande número de parasitas e precisam de cuidados especiais para proporcionar uma relação saudável entre você e seu amigo.

Alimentação - O período de amamentação é fundamental
Após o desmame, a melhor opção é ração adequada para filhotes. Não dê a sua comida, pois os gatos têm carências nutricionais diferentes das nossas! Os filhotes desmamados de 7 ou 8 semanas devem ser alimentados ao menos três vezes ao dia. Lembre-se que os filhotes crescem muito rapidamente e que o seu apetite e necessidade de alimentação aumentam também. Alimente os filhotes sempre que achar conveniente e nunca menos que três vezes ao dia até eles completarem 6 meses. Caso haja sobra de alimento no comedouro, o mesmo deverá ser retirado em no máximo 15 minutos.

Jovem - É hora de aprendizado e diversão!

O gato jovem é extremamente carinhoso e tem energia de sobra para brincar!
O primeiro cio ocorre geralmente com 12 meses de idade, mas pode ocorrer por volta de 7 meses. As gatas podem ter até 3 partos por ano. O número de filhotes por parto, em média, é de 4 a 8 gatinhos.
O jovem felino tem vontade de descobrir o mundo. Por isso mantenha um ambiente doméstico interessante e atrativo. Um ambiente desinteressante, sem atividades lúdicas, pode fazer com que ele queira sair de casa até mesmo em busca de parceiros. Para minimizar esse risco, alguns veterinários recomendam a castração, o que também pode diminuir a demarcação de território pelo xixi.

Alimentação - Seu gato merece o melhor!
Para ficarem saudáveis, nossos amigos precisam de uma ração balanceada específica para esta faixa etária. Ofereça bastante água fresca, não é recomendado dar restos de comida! 

Adultos - Independentes, mas companheiros

Gatos são amigos fiéis e carinhosos. Esqueça a "lenda" que diz que eles se apegam mais à casa do que ao dono! Eles são inteligentes e podem até responder quando o seu nome é chamado, pois possivelmente assimile a entonação de voz do seu dono.
O período de gestação da fêmea é de 63 a 68 dias.

Alimentação - Mantenha seu felino em forma!
Dê para ele ração indicada para esta faixa etária. Fique atento ao seu peso, para que seu amigo não sofra de obesidade, e corra risco de desenvolver problemas de saúde.

3ª Idade -O bom e velho amigo

O envelhecimento é um processo natural no gato e em outras espécies. A qualidade de vida na "terceira idade" refletirá a hereditariedade do animal e também os cuidados que recebeu de seu proprietário. O gato idoso irá gostar de mais horas de sono, de lugares ensolarados e quentes. Sossegados e manhosos, adoram um afago.
O felino idoso tem tendência a tomar menos água, por isso cuide do fornecimento dela e observe o consumo.
As brincadeiras fazem parte do estilo de vida dos gatos até mesmo dos mais velhinhos. É importante para o bem-estar de seu gato. Não deixe que ele se acomode!
O animal nesta fase precisa de alguns cuidados especiais. Informe-se com um Médico Veterinário a respeito.

Alimentação - Cuide da dieta de seu amigo
Uma boa nutrição é fundamental para seu gato. A melhor opção é uma ração sênior. Consulte o Médico Veterinário para uma melhor orientação.
Saúde em todas as fases da vida!
O dia-a-dia com seu amigo, em qualquer fase da vida, é feito de diferentes momentos que podem ser ameaçados por parasitas. Preocupada com a saúde da relação entre você e seu amigo, a Bayer desenvolveu um programa que possibilita a cada situação uma solução. Conheça o Bayer Parasite Solutions.
Se você gostaria de ter um amigo de estimação tão fascinante conheça o serviço do Bayer Pet Adote um Amigo.


Dicas e curiosidades
  • Os gatinhos nascem vulneráveis, são cegos, surdos e incapazes de andar. Mamam oito horas por dia, nas horas restantes dormem.
  • Os felinos têm hábitos noturnos, possuindo grande acuidade visual com pouca luminosidade. Podem enxergar com seis vezes menos luminosidade que os humanos.
  • Quando foram domesticados e passaram a ficar dentro das casas deixaram de exercitar com freqüência suas habilidades. Por isso é importante ter em casa brinquedos e acessórios que permitam esses exercícios. Procure ter um ambiente interno estimulante e interessante.
  • Fazem de 15 a 16 refeições por dia, comem aproximadamente 8 gramas por vez.
  • Bebem água moderadamente. É importante estimular o felino a beber água para que, no futuro, não tenha problemas urinários. Por isso distribua vasilhas de água pela casa. Alguns gatos, curiosamente, gostam até de beber diretamente da torneira.
  • Quanto à limpeza, o gatinho já consegue realizá-la até mesmo após o 15º dia de vida. Utiliza-se da língua e das patas dianteiras para tanto.
  • O local de repouso ele escolherá de acordo com a temperatura (sentida por ele de forma diferente da nossa). Em geral os gatos ficam em locais muito quentes, como motores de carro, por exemplo.
  • Os gatos andam nas pontas dos dedos.
  • Por serem muito sensíveis à luz, os olhos dos gatos possuem pupilas verticais. Quando totalmente abertas, ocupam uma área proporcionalmente maior que a pupila do homem. 

Fonte Portal Bayer Pet - http://www.bayerpet.com.br/fases_gatos/default.aspx?especie=2