quarta-feira, 19 de abril de 2017

COMO CONSTRUIR A PONTE PARA UMA VIDA MELHOR


A perspectiva de começar um ano novinho em folha faz muitos repensarem seu modo de vida. Não raro, também reavaliamos a satisfação com o trabalho, ao qual dedicamos 100 mil horas ao longo da vida, calcula o consultor norte-americano Rich Horwath.
Muitos estão insatisfeitos com o que fazem. O grande desafio para quem decide trocar de emprego, de profissão ou virar empresário é saber como se organizar para colocar esse plano em prática e não desanimar no caminho.
Para Horwath, bastam cinco passos. Em entrevista para a agência de notícias Reuters, ele falou um pouco sobre como chegar mais perto desses objetivos, tema do livro “Strategy for You – Building the Bridge to the Life You Want”, lançado em janeiro de 2012.

1º passo: Descubra
Aproveite o tempo livre para refletir. Como está a carreira? A quantas andam suas finanças? Seus relacionamentos são satisfatórios? A saúde vai bem? Esse conjunto de respostas define onde você está para, então, decidir onde quer chegar.

2º passo: Diferencie
Cada indivíduo tem competências e habilidades singulares. O problema é que muitos passam a vida querendo ser iguais a quem os cerca ou têm medo de se destacar pela diferença. O ponto de partida para começar a estratégia da mudança é justamente entender o que cada um tem em si de diferente e que é valorizado pelos outros.

3º passo: Decida
Muita gente tem uma enorme lista com coisas para fazer, mas poucos elaboram uma com o que deixar de lado. Fazer de tudo um pouco para agradar ao máximo de pessoas não é a melhor maneira de atingir objetivos pessoais, como ser um filho, um pai ou amigo melhor. É preciso dirigir o tempo e o talento a poucas causas, atividades e iniciativas – as que mais tragam valor a sua vida.

4º passo: Desenhe
Depois de definir onde ir e onde alocar recursos, chega a hora de traçar um plano para canalizar os recursos em atividades que ajudarão a atingir os objetivos propostos.

5º passo: Dirija
Execute seu plano todos os dias. É preciso ter disciplina para não deixar o mapa de lado no primeiro mês, para não perder a motivação nem se distanciar do que se quer atingir. Por que não dedicar uma ou duas horas por semana para, enfim, explorar todo o seu potencial?

Por Bruna Maria Martins Fontes
Fonte Papo de Empreendedor