quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

SUCESSO NOS CONCURSOS: ORGANIZAÇÃO AJUDA E OTIMIZA OS ESTUDOS

Dicas de como se preparar da melhor forma

Todos os anos, milhares de candidatos buscam melhores condições de trabalho e remuneração através dos cargos públicos.
Unanimidade entre esses estudantes é: ser aprovado.
Para que essa aprovação tenha um caminho correto sem muitas delongas e gastos desnecessários, tanto em relação ao tempo quanto às finanças, o interessado deve seguir alguns passos para reduzir o percurso e trazer qualidade à sua preparação.
Bons cursos preparatórios, seja online ou presencial, com professores experientes na área, fazem muita diferença nesse momento. Mas o candidato não pode esquecer que, para alcançar a vitória, é preciso ter comprometimento e dedicação. Sem isso, não adianta um suporte de qualidade.
Em conversa com o especialista em concursos, Sérgio Camargo, ele falou sobre o primeiro e primordial passo que o candidato deve dar quando pensa em estudar para concursos.
Antes de qualquer coisa, buscar qual carreira, ou qual direcionamento o candidato tomará. Camargo diz que “dar tiro para tudo quanto é lado” é contraproducente e atrasa as chances de um bom resultado. O candidato deve escolher a carreira que tem apreço, que o faria feliz. Para o especialista, e eu concordo plenamente, não se pode levar em consideração apenas a questão financeira.
Outro detalhe, não menos importante, é a escolha de um bom curso preparatório, seja presencial ou online. Camargo explica que, após identificar a área, ou carreiras, o candidato deve buscar um curso preparatório que atenda suas expectativas. Estudar com afinco e após a conclusão de uma turma regular treinar as matérias de menor identificação. Não há por que refazer cursos regulares. O ideal é partir para módulos das matérias que ele tenha dificuldade.
Carga horária de estudos é outro ponto que merece atenção. Um curso regular, no geral, não é suficiente para alcançar a tão sonhada aprovação. Aqueles que estão em turma regular devem se dedicar a estudos individuais entre 4h e 6h por dia. Afinal, sedimentação de conhecimento requer muita dedicação do candidato.
Por último, porém não menos importante, é o lazer. Não adianta achar que dedicação exclusiva é garantia de resultado. É importante estabelecer horário mínimo para o lazer, pois estudos comprovam que o cérebro humano consegue manter-se atento por, no máximo, 45 minutos. Logo, um descanso de 15 minutos torna-se obrigatório para um bom rendimento. Boa sorte.

Por Cláudia Jones
Fonte O Dia Online