terça-feira, 1 de agosto de 2017

O PAPEL DO ADVOGADO NOS MECANISMOS DE RESOLUÇÃO DE DISPUTAS


Advogado é o profissional que lida com questões de direito, não necessariamente processo, mas também análise e construção de contratos, intermediação de questões comerciais, enfim a pessoa capacitada que é a ponte entre o mundo jurídico e as questões sociais.
Assim como os médicos, há diversos ramos em que o advogado possa seguir: área criminal, direito de família, direito constitucional e na área de solução via métodos adequados de solução de conflitos – MASC’s. E por quê? Pelo simples fato que o advogado deve estar preparado para conter seus ânimos litigantes, como também saber qual mecanismo de resolução de disputas se adéqua a situação do seu cliente, afinal o advogado como primeiro "Juiz" da causa é que deverá dar o norte, seja para resolver via Judiciário, seja para a conciliação, mediação, arbitragem ou até mesmo a negociação.
Além da mudança cultura na própria vida do advogado e do seu escritório, deverá participar ativamente no mecanismo escolhido, trabalhando de forma precisa, defendendo sim o direito do seu cliente, mas sabendo quais os momentos e como agir, afinal ir para a mediação, por exemplo, já com a ideia de “não quero acordo” é uma ideia ultrapassada. Além, é claro, nos casos de métodos privados saber escolher qual é a câmara mais confiável, ou, até mesmo, o profissional que seja bom para o caso, transcendendo os interesses pessoais e elevando ao interesse da causa: este profissional/câmara realmente irá contribuir para resolver a situação?
Sabe-se que o advogado é peça chave para compreender as minúcias do ordenamento jurídico e mesmo em alguns casos em que a lei autorize a pessoa resolver seus casos sem o auxílio deste profissional não é uma atitude sábia não procurá-los. Afinal ele é o único que compreende não só a situação, mas quais consequências futuras poderão acontecer.

Por Centro de Mediadores
Fone JusBrasil Notícias