sábado, 5 de agosto de 2017

CONFIRA CINCO BENEFÍCIOS DA CASTRAÇÃO DE CÃES E GATOS


O Brasil tem hoje uma população de 37 milhões de cães e 21 milhões de gatos, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais (Abinpet). Com os animais vivendo mais graças aos avanços da medicina veterinária, as discussões em torno das vantagens da castração são cada vez mais pertinentes. Afinal, a cirurgia que deixa cachorros e gatos inférteis não impede apenas que o animal procrie. Além de prevenir doenças comuns na velhice, o procedimento muda o temperamento do animal, o que pode tirá-lo de algumas situações de risco. “A castração aumenta a vida do animal em pelo menos cinco anos”, estima o veterinário Marcelo Conte, do Hospital Veterinário Sena Madureira, em São Paulo.
O procedimento é simples, rápido e seguro. Nos machos, a remoção dos testículos por uma pequena incisão não leva mais do que quinze minutos. Nas fêmeas, a cirurgia que retira útero e ovários demora entre trinta e quarenta minutos. O ideal é realizar a castração no primeiro ano de vida – para as fêmeas, entre dois e quatro meses, quando o organismo ainda não sofreu as mudanças hormonais do primeiro cio.

Alimentação especial
O animal castrado tende a comer mais e a se exercitar menos. Para evitar o ganho de peso, os tutores podem recorrer à alimentação própria para animais castrados. “Elas contêm uma quantidade menor de gordura e calorias. Em contrapartida, possuem mais proteínas, para evitar o acúmulo de massa gorda, e mais fibras, que aumentam a sensação de saciedade”, explica a veterinária Sandra Nogueira, gerente de comunicação científica da Royal Canin Brasil.

Os benefícios da castração em cães e gatos

1 - Previne doenças
A castração evita doenças graves que podem levar à morte. Em muitos casos, o único tratamento é uma cirurgia agressiva e arriscada para o animal idoso. Em cães fêmeas, por exemplo, a inflamação do útero, chamada piometria, exige cirurgia urgente para remoção do órgão. A cirurgia para remoção de tumores de mama e próstata, que acometem fêmeas e machos de cães e gatos não castrados, também traz risco ao animal, principalmente aos idosos. Machos com tumor de próstata podem, inclusive, ser submetidos a uma cirurgia de remoção de pênis.

2 - Reduz a agressividade
Animais castrados deixam de produzir o hormônio testosterona, um dos fatores de comportamento agressivo no animal. Assim, a castração ajuda a prevenir brigas com outros animais da casa e diminui o instinto do cão de fazer xixi em todos os cantos para marcar território.

3 - Reduz agitação
Com a diminuição do metabolismo resultante das mudanças hormonais pós-castração, o animal fica menos agitado e dorme mais. A tranquilidade ajuda a minimizar os danos materiais provocados por cães e gatos que adoram destruir a casa, principalmente quando ficam sozinhos.

4 - Acaba com os cios e as gestações indesejadas
Fêmeas de fraldinhas pela casa ou atraindo matilhas pela rua durante o passeio e gatas que aparecem penhas depois de uma escapada (barulhenta) pela vizinhança. Os cios semestrais nas cadelas — nas gatas, eles são mais frequentes, podendo ocorrer a quatro vezes ao ano — podem ser evitados com a castração ainda no primeiro ano de vida do animal.

5 - Prolonga a vida
“A castração aumenta a vida do animal em pelo menos cinco anos”, estima o veterinário Marcelo Conte, do Hospital Veterinário Sena Madureira, em São Paulo. Alguns fatores contribuem para que o animal castrado viva mais. Ao prevenir doenças, o procedimento reduz a chance de cirurgias na velhice, quando o risco é maior. A mudança comportamental também entra na conta. O gato castrado fica mais tranquilo e acaba saindo de casa com menos frequência — e, assim, se expõe menos a situações de risco, como brigas, atropelamentos e maus-tratos dos vizinhos.

Por Agência de Notícias de Direitos Animais - ANDA
Fonte Tivi Net