sábado, 29 de abril de 2017

SAIBA COMO TER PERNAS BONITAS DEPOIS DOS 50 ANOS


A forma como o corpo envelhece depende diretamente de fatores como estilo de vida, alimentação, atividade física, hábitos pessoais, como fumar ou dormir pouco, e genética, claro. Ainda assim, nem mesmo as pernas mais perfeitas estão livres da ação do tempo.
Além de ir perdendo o viço, após a menopausa a pele tende a ficar flácida e bastante ressecada. Segundo a dermatologista Carolina Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, isso ocorre por conta da diminuição do estradiol, hormônio que, entre outras funções, estimula a produção de colágeno e mantém a hidratação natural da pele.
Dessa forma, para deixar as pernas com um aspecto mais saudável nessa fase, a médica recomenda investir em “produtos cujas fórmulas contenham ureia e lactato de amônio”. “Não é qualquer hidratante que hidrata”, alerta. É interessante aplicar o creme após o banho, em movimentos circulares, por toda a extensão da perna. Prefira os banhos curtos, com água morna, e evite ensaboar as áreas mais secas todos os dias. Aliás, muita gente advoga a causa de não usar sabonete no corpo. Apenas nas partes que suam, como debaixo do braço, virilhas e pés... no resto do corpo, bastam água e muito creme.
Preocupação unânime entre os dermatologistas, a exposição solar repetida desde a infância acelera o envelhecimento e pode resultar em manchinhas na pele mais velha. No pior dos casos, em câncer. “Algumas delas são tratáveis com ácidos ou procedimentos como a radiofrequência”, enumera. Sem choro nem vela, a aplicação do filtro solar deve ser diária --não somente na praia ou na piscina. E mais, no corpo inteiro: muitos se esquecem de proteger as pernas, onde as manchas também são comuns. O fator mínimo recomendado é FPS 30. “E de nada adianta usar FPS 100 e esquecer de reaplicá-lo ao longo do dia”, adverte.
As mulheres maduras também estão sujeitas a celulite, estrias e vasinhos, herdados ou não das décadas passadas. Há inúmeros tratamentos para amenizar essas marcas, mas é importante, antes de tudo, consultar um médico especialista, uma vez que a pele é mais frágil. O mesmo vale para a depilação, por mais rara que seja a sua frequência (os pelos também diminuem com a menopausa).
Caminhe ou pedale para deixar tudo durinho. Coxas e panturrilhas fortes e torneadas também são possíveis depois dos 50, apesar da inevitável perda de massa e função muscular nessa idade. Para conquistá-las, o preparador físico Nuno Cobra Jr, especialista em treinamentos funcionais, sugere atividades aeróbicas simples, como caminhada e pedalada. “É possível complementar esse fortalecimento subindo e descendo escadas, sempre que possível, seja no metrô, no shopping ou em prédios”, explica.
Para um treinamento no aconchego do lar, ele sugere abaixo quatro exercícios - eles não causam impacto na coluna. “Se preferir ir à academia, evite fazer leg-press ou mesa extensora ou flexora com cargas médias a pesadas, porque podem causar danos à coluna lombar”, explica.

1. Fortalecimento isométrico: brincando de agachar. Encoste as costas em uma parede ou em uma coluna. Posicione os pés a uma distância de 15 cm um do outro. Comece a agachar até um angulo em que a relação do seu tronco com as pernas estará um pouco acima de 90°. Esse movimento é idêntico ao de qualquer agachamento. É importante que na posição final, a ponta do seu pé esteja a um palmo à frente do seu joelho. Fique de 20 a 30 segundos parado nesta posição, faça apenas uma série e vá para a próxima variação do mesmo exercício.

2. Variação 1: agachar com bola. Na mesma posição, coloque uma bola entre as pernas e aperte-a por intervalos de cinco segundos, descansando dois segundos. Entre os intervalos, faça apenas uma série de três compressões na bola.

3. Variação 2: abrir e fechar as pernas. Na mesma posição, enrole um thera band [uma faixa elástica para exercícios] nas pernas de modo que não consiga abri-las. Faça três tentativas de abrir as pernas nos mesmos moldes do exercício anterior, em intervalos de cinco segundos por dois segundos. Faça apenas uma série de três extensões no elástico.

4. Agachamento na bola de pilates (ou bola suíça). Agora faça o mesmo movimento de forma dinâmica --coloque uma bola entre você e a parede, na altura do meio das costas e comece a agachar e a subir novamente, fazendo com que a bola role pelas suas costas. Não desça muito, faça agachamentos curtos. Comece com duas séries de duas descidas e aumente um movimento a cada dois meses, até chegar a oito repetições.
Por Mayra Maldjian
Fonte MSN estilo de Vida