sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

APLICATIVOS ORGANIZADORES DE CARTÕES DE VISITA


O mundo corporativo, especialmente o jurídico, demanda organização e a tecnologia pode ser uma aliada nessas horas. É comum parceiros, empresas e profissionais liberais, durante reuniões ou eventos considerados de networking, apresentarem-se e trocarem cartões de visitas, muitos dos quais irão para o fundo de uma gaveta ou uma pasta física organizadora, dessas vendidas em papelaria.
Ocorre que, muitas vezes, as informações dos contatos presentes nos cartões podem se fazer necessárias quando menos se espera e, comumente, quando os profissionais estão trabalhando de forma retoma ou sem acesso à pasta física na qual os cartões de visita foram armazenados.
Diante dessa situação, surgiram algumas ferramentas e até aplicativos específicos para digitalizar, reconhecer os dados automaticamente e salvá-los na agenda do celular. Alguns dos aplicativos, inclusive, cientes da demanda por conexão, apresentam integração direta com o LinkedIn, permitindo que os profissionais possam se conectar e manter contato mais facilmente.
Confira abaixo uma lista com os principais aplicativos, suas funcionalidades, vantagens e desvantagens.

EVERNOTE E SCANNABLE
O Evernote é um aplicativo com diversas funcionalidades, pois funciona como um verdadeiro caderno de anotações digital, a exemplo do OneNote, da Microsoft. Além disso, o Evernote permite organizar notas, documentos e fotos tiradas pelo aparelho celular, inclusive cartões de visita. Os cartões de visita são lidos automaticamente através de uma foto tirada no celular, reconhecendo informações como nome, telefone celular, endereço, empresa etc. O aplicativo ainda busca automaticamente o contato na rede social LinkedIn, permitindo ao usuário escolher entre se conectar ou não. Já o Scannable (do mesmo editor que o Evernote), como o próprio nome sugere, é um aplicativo direcionado para tornar o celular um escaneador portátil e possui a mesma funcionalidade para salvar cartões de visitas que o Evernote. O ponto fraco desses dois aplicativos é que a gratuidade é por tempo limitado e, decorrido o prazo, a funcionalidade para salvar cartões de visitas fica disponível apenas para contas Premium.
Disponível para celulares com sistema iOS e Android.

BUSINESS CARD SCANNER & READER
Para quem não conhece, o editor do Business Card Scanner & Reader é o ABBYY, um forte concorrente do leitor e editor de PDF Adobe Acrobat. O ponto forte do aplicativo é a qualidade de digitalização e reconhecimento em diversas línguas, permitindo que sejam salvos na lista de contatos e encontrados por meio da própria pesquisa no celular. Além disso, o aplicativo também busca o contato em redes sociais, tais como Facebook e LinkedIn. Ponto fraco é que, para liberar todas as funcionalidades, deve-se fazer compras no aplicativo. Gratuito mesmo só a versão de testes.
Disponível para celulares com sistema iOS e Android.

CAMCARD
O CamCard está disponível nas versões gratuita e paga. É uma excelente alternativa as versões pagas acima (para quem possui menos de 200 cartões, é possível digitalizá-los, editar e adicionar os dados diretamente à agenda do celular sem precisar da versão onerosa). Um diferencial da versão paga é a conexão com o Salesfoce. Além disso, possui suporte para leitura de dados nas principais línguas. Outra funcionalidade que o aplicativo permite é criar o seu cartão digital, permitindo compartilhá-lo com seus contatos através de um link, e-mails, WhatsApp etc. O ponto fraco do aplicativo é que, ao menos a versão gratuita, não se conecta diretamente com o LinkedIn como os demais aplicativos mencionados acima.
Disponível para celulares com sistema ios e android.

Com essas três dicas sobre aplicativos para facilitar a organização e o armazenamento de cartões de visita, facilitando a manutenção do tão importante networking, inauguro um conjunto de publicações que se seguirão a respeito de tecnologia voltada para gerenciamento de negócios e de escritórios, trazendo a era digital como nossa aliada nos desafios que se impõem no dia a dia.

Por Yuri de Paula Marques
Fonte dpma.adv.br