sábado, 2 de setembro de 2017

CONHEÇA AS DOENÇAS OCULARES MAIS COMUNS EM GATOS E COMO TRATAR

Observe seu gato para que as doenças oculares sejam rapidamente diagnosticadas

Infelizmente, os gatos também estão sujeitos a doenças oculares como os humanos. Os olhos dos felinos são bem sensíveis e vulneráveis a esses tipos de lesão, por isso o dono precisa fica atento a qualquer indício de enfermidade. Se forem mal tratadas, podem prejudicar a capacidade enxergar do gato, ou até levá-lo a cegueira parcial ou total.
Assim como todas as enfermidades, quanto mais cedo diagnosticada, mais eficaz será o tratamento. Dessa forma, é preciso ficar atento também as doenças oculares, para que elas não evoluam para um grau mais grave. No geral, esse tipo de problema de saúde pode ser facilmente tratado com antibióticos, mas nunca deixe de consultar um especialista para saber como cuidar corretamente do problema.

As doenças oculares, se forem rapidamente diagnosticadas, pode ser tratadas

Doenças oculares mais comuns
Os problemas que serão apresentados abaixo costumam ser fáceis de tratar, desde que diagnosticados rapidamente. O dono precisa ficar atento ao seu bichano e levá-lo a um médico especialista para um tratamento eficaz. As chances do animal aumentam consideravelmente se a enfermidade for corretamente combatida.

Conjutivite: inflamação da membrana mucosa que reveste a superfície interior da pálpebra e a superfície exterior do globo ocular. É a doença mais comum da lista. Ela é altamente contagiosa e os sintomas são olhos lacrimejantes e vermelhidão da conjuntiva. A causa costuma ser uma consequência de uma doença das vias respitatórias superiores provocadas por bactérias ou vírus.

Atrofia progressiva da retina: o tecido da retina degenera e perde sua capacidade de funcionar corretamente.
Glaucoma: a pressão excessiva de líquido dentro do globo ocular pode causar seu endurecimente e dificuldade de enxergar. Essa enfermidade  exige tratamento imediato.

Fungos, vírus, e bactérias: muitas doenças na visão dos felinos podem ser causada por vírus, fungos e bactérias, como o vírus da imunodeficiência felina,  herpesvírus felino, toxoplasma e cryptococcus. Eles causam secreções dentro do olhos, mas podem levar até a cegueira.

Cataratas: a lente dos olhos gradualmente assume um tom esbranquiçado, muitas vezes impenetrável, impedindo que a luz entre no olho.  P ode ser um problema congénito. Geralmente se apresenta em gatos velhos ou diabéticos.

Doenças oculares mais graves
Essa enfermidades, apesar de não serem tão comuns como as anteriores, são mais graves e levam a cegueira parcial ou total do gato. Não deixe de levar seu gato regularmente ao veterinário para diagnosticar o mais rápido possível alguma dessas doenças.

Descolamento da retina: a retina se descola do seu tecido subjacente, normalmente um resultado de um vazamento ou excesso de fluido entre as camadas. Essa doença costuma ser associada a uma glândula da tireoide excessivamente ativa, uma doença renal ou pressão arterial elevada. Se bem tratada, em algum casos, o tratamento consegue restaurar parcialmente a visão do gato, mas na maioria das vezes, a cegueira permanente ou parcial será o resultado.

Inflamação da úvea: a região inflamada se localiza na parte central do olho, composta pela íris, coreoide e corpo ciliar. Essa doença é frequentemente associada com a FeLV, FIP, FIV e outros organismos infecciosos. Os sinais do problema são o estrabismo, olhos visivelmente dilatados, inflamação do globo ocular e pálpebras inchadas. O resultado dessa enfermidade é quase sempre uma cegueira gradual.

Diagnosticando e tratando o problema
Comece prestando atenção no comportamento do seu gato. Se perceber que ele lacrimeja muito, coça a região dos olhos, não parece enxergar bem, pode ser que ele esteja com algum problema de visão. Leve-o a um veterinário oftalmologista, que é especialista em problemas de visão, para diagnosticar qual o problema do animal.

Os tratamentos são variados, depende da doença ocular contraida pelo bichano. Pode ser apenas um colírio específico, uma injeção para combater a infecção ou até uma cirurgia. Cuide do seu animal para que ele consiga ser rapidamente tratado e ter sua visão restaurada totalidade.

Fonte Canal do Pet - iG