sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

COMO EVITAR A DEPRESSÃO DE FIM DE ANO

Na época dos presentes e das férias, muitos sofrem com angústias e solidão

Solidão: estudo da Yale University revela que a taxa de suicídio nessa época do ano quase dobra

Numa época em que, teoricamente, todas as pessoas estão mais felizes e generosas — afinal é Natal e Ano Novo — a depressão é muito comum e pode até representar um problema social. Um estudo da Yale University, conduzido por Susan Nolen-Hoeksema, do departamento de psicologia, revela que a taxa de suicídio nessa época do ano quase dobra.
Há muitos motivos para isso, segundo o estudo: o balanço do que aconteceu durante o ano enfatizando apenas os aspectos negativos; as lembranças de uma infância na qual essa época era marcada por presentes e por um convívio familiar agradável — e que hoje já não existem mais; as mudanças operadas pelo início de um novo ciclo; a insegurança provocada pela variação da rotina; e a associação da data com perdas e feridas latentes.
Para evitar essa depressão, ou pelo menos as consequências mais graves que ela pode provocar, há algumas atitudes a serem tomadas:

Evite a solidão
Mesmo que você não tenha família e amigos para compartilhar esses momentos — afinal, muita gente viaja — procure se aproximar de quem está disponível, mesmo que sejam amigos ou familiares distantes. Em último caso, quando a depressão ficar crítica, ligue para alguém de confiança. Você será ouvido e isso já é um grande conforto.

Estabeleça objetivos
Procure fazer uma lista de atividades que sejam agradáveis. Não se cobre tarefas que foram adiadas por serem complexas e difíceis. Divirta-se, ainda que sozinho.

Evite pensamentos negativos
Se você perdeu alguém, não pense no seu sofrimento, mas sim nas qualidades de quem se foi. Se seu emprego está sob ameaça, pense em atividades agradáveis que você pode fazer com seu tempo livre. Opte sempre pelo aspecto positivo dos fatos.

Não faça comparações
Você está sem dinheiro, sem família e solitário. O seu companheiro de trabalho vai viajar com a nova namorada para uma praia paradisíaca. Não faça comparações. Pense apenas que esse momento é transitório e que tudo pode ser diferente em breve.

Procure atividades
Aproveite o tempo livre dos feriados e dedique-se a alguma atividade, inclusive esportiva. A sensação de estar fazendo algo para si mesmo é edificante e antidepressiva.

Explore sua solidão
Estar só não é necessariamente um sacrifício. É uma oportunidade para aprender a curtir a solidão e extrair dela aquilo que você realmente gosta de fazer.

Presenteie-se
Já que é Natal, dê a você mesmo um merecido presente. Compre aquele notebook com que você sempre sonhou. Ou mesmo roupas, para ser mais modesto. E acredite: você merece.

Por Roberto Amado
Fonte Exame.com