sábado, 7 de outubro de 2017

ANIMAIS PRECISAM RECEBER ALIMENTO EM DOSES CERTAS

Será que você está oferecendo a quantidade diária adequada de ração para o seu animal? Em quantas vezes divide essa porção? Veja o melhor a fazer.

Idade, raça, porte, nível de atividade física, condição física e ração escolhida. Estes são dados que devem ser levados em conta quando for calcular a quantidade de ração a dar para o animal. O jeito mais fácil é prestar atenção ao que vem recomendado no pacote da ração – a maioria fornece tabela relacionando o alimento com o peso e a idade do animal.
A seguir estão outras dicas da veterinária Beatriz Ribacionka, da Cão Ideal, sobre alimentação Ponha-as em prática:
1. Sabendo a quantidade diária que o cão deve comer, o ideal seria dividi-la em várias porções ao longo do dia, em vez de deixar a ração disponível o tempo todo.

2. Se o alimento ficar exposto durante muito tempo pode perder sua qualidade e, ainda, atrair animais indesejados (ratos e baratas, por exemplo).

3. Por outro lado, se o cachorro comer toda sua comida de uma vez, ele pode passar mal, com consequências graves. “Mas é claro que existem exceções e, antes de fazer qualquer alteração na alimentação do seu cão, é muito importante conversar com o médico-veterinário”, diz Beatriz.

4. Em geral, filhotes devem comer quatro porções de ração por dia – portanto deve-se dividir a quantidade diária em quatro, que podem ser administradas, por exemplo, pela manhã, hora do almoço, à tarde e à noite.

5. Cães adultos devem comer, pelo menos, duas porções de ração por dia – aqui a quantidade diária precisa ser dividida em apenas duas, que podem ser administradas, por exemplo, pela manhã e pela noite.

6. Cães adultos devem comer ração de adultos, filhotes devem comer ração de filhotes e assim por diante. É muito importante escolher a ração correta para o seu cão, pois cada uma contém características importantes para cada tipo de animal.

7. Se a alimentação escolhida para o seu cão for a ração, nenhum outro alimento deverá ser acrescentado à essa dieta, a não ser que seja sugerido pelo veterinário. “Rações são alimentos completos, balanceados e preparados para que não haja a necessidade de suplementação”, esclarece a médica.

Por Agência de Notícias de Direitos Animais - ANDA
Fonte Mundo Pet