quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

SETE VERDADES PARA A CONQUISTA DO SUCESSO


Há muito tempo, um escritor de nome Covey fez uma analogia ao crescimento do bambu, em uma história intitulada “A História do Bambu Chinês”. Nela, o autor explicava o processo de crescimento e maturação do arbusto e comparava cada etapa ao processo humano. Diz-se que o bambu leva em média cinco anos para começar a se desenvolver externamente. Nesses primeiros anos, o crescimento é subterrâneo. O arbusto cria fortes e resistentes raízes, para somente então permitir que o caule apareça.
Aplico o ensinamento de Covey à vida dos que perseguem um sonho. Se nos ocupássemos de analisar a estrutura do bambu, ficaríamos no mínimo curiosos para entender como um arbusto tão comprido e “fraco” permanece em pé mesmo durante tempestades. Ocorre que, além de contar com uma base firme e sólida, o bambu tem a flexibilidade da humildade. É preciso curvar-se até o chão diante das dificuldades que você, leitor, enfrentará durante a trajetória rumo ao sucesso.
Analisando minuciosamente a composição do arbusto, colhi sete verdades e ensinamentos que auxiliarão ter um futuro de sucesso.

1) Primeira verdade: O que mais importa é a humildade. Essa virtude permitirá que, assim como o bambu, você consiga se curvar diante dos ensinamentos dos mestres e das dificuldades. Aprenda com os concorrentes mais disciplinados, organizados e preparados. Lembre-se que se aprende mais com as derrotas, com os fracassos, com as reprovações do que com os acertos.

2) Segunda verdade: É muito difícil derrotar um candidato bem preparado. Ele demora a aparecer e a demonstrar o seu valor. Antes de tudo, o bom candidato prepara a terra e a semeia, para, então, aguardar o fortalecimento da raiz. Só depois de ter certeza de que conta com uma base forte e resistente, como o bambu, o exitoso se propõe a crescer e passa a colher os frutos da profunda e planejada preparação para o sucesso.

3) Terceira verdade: O bambu nunca está sozinho. Se você observar, no bambuzal eles estão sempre muito unidos. É um sinal de fortalecimento e proteção. Tendo isso em vista, é importante saber unir a voz da experiência, estudar em grupo e fazer cursos de aperfeiçoamento e atualização. Quem caminha sozinho dificilmente chega a algum lugar.

4) Quarta verdade: O bambu não se dá ao luxo de ter folhas. O bambu pode alcançar até vinte e cinco metros de altura sem galhos e folhas. Inspirado no exemplo da planta, o candidato deve se prender tão-somente à meta de conquistar o alto e o sucesso. Para isso, é necessário renunciar a coisas insignificantes, isto é, às “folhas”. Para vencer, é preciso desprender-se daquilo que suga as forças e impede o crescimento: preguiça, pessoas negativas, indisciplina, desorganização etc.

5) Quinta verdade: O bambu é cheio de “nós”. Em cada fase – ou gomo, no caso do bambu –, encontramos um nó que a liga à próxima fase – ou ao próximo gomo –, e assim sucessivamente. Esses nós são aquelas pessoas que nos ajudam a resolver os problemas e a enfrentar as dificuldades que surgem; são os amigos e familiares que nos ajudam a alcançar as nossas metas. Nunca descarte os “nós” de sua vida, pois eles o fortalecerão e estimularão nos momentos de fraqueza.

6) Sexta verdade: O bambu é oco (vazio). O bom e preparado candidato deve esvaziar-se de tudo aquilo que é desnecessário, rouba tempo e tira a atenção da principal meta: a estabilidade financeira, por exemplo.

7) Sétima verdade: O bambu cresce somente para o alto. O crescimento do bambu é linear e sempre em direção ao alto, ao superior. O dedicado deve, antes de tudo, traçar metas de curto, médio e longo prazo e persegui-las paciente e atentamente.
Às vezes praticamos a semeadura e demoramos a ver a chegada das flores, dos frutos, do caule. Nos sentimos desestimulados ao ver que já se passaram dias, semanas, meses e anos sem nenhum retorno. Mas, se nos apegarmos ao ensinamento do bambu, perceberemos que, para alcançar um sonho – um propósito, antes de mais nada, é preciso contar com uma base sólida.
Busque, dia após dia, o conhecimento aprofundado, e dedique-se com tenacidade, tenha coragem de enfrentar os obstáculos, aceite críticas, tenha um bom plano para executar e acima de tudo TENHA PAIXÃO pelos estudos e AME as pessoas que lhe cercam na empreitada traçada. Em breve, você será como um bambu de vinte e cinco metros de altura: alguém que alcançou o topo da estabilidade e o sucesso profissional.