domingo, 2 de julho de 2017

O EQUILÍBRIO


Na tradição taoísta, assim como na cultura xamânica e até mesmo na astrologia encontramos estudos profundos da fisiologia de nossa alma, baseados nos 4 elementos naturais: Ar, Terra, Fogo e Água.
Em todas essas tradições ressalta-se a importância de mantermos um equilíbrio entre esses que dão forma a todas as coisas do nosso universo objetivo, incluindo nosso corpo físico.
A cultura taoísta em especial é tão precisa a respeito disto que afirma que não há como encontrar verdadeira felicidade se não tivermos os 4 elementos em equilíbrio dentro de nós. Nesse sentido ar e terra se contrapõem (e se complementam), assim como fogo e água. Veja como cada elemento se faz presente em você:

AR: Pensamento, criatividade, inspiração. Se bem equilibrado torna sua vida um fluxo criativo, um movimento de idéias que vão transformando sua caminhada. Quando em excesso você fica viajando demais, alimenta uma certa esquizofrenia, e você pode viver um mundo de fantasia que não tem nenhuma relação com a realidade em si e pode acabar em alguns casos levando a uma constante insatisfação e depressão. Para evitar isso, é bom buscar contato com a...

TERRA: o realizar, o concretizar, o fazer. Se bem equilibrada em você há uma organização, uma disciplina e uma ordem nas suas tarefas e relações que alimenta e engrandece o seu auto-respeito e compromisso, além de efetivamente concretizar seus planos e ações, trazendo progresso à sua vida. Agora ter somente os pés bem firmes no chão, sem deixar fluir a criatividade e a leveza do ar, faz com que você acabe trilhando sempre o mesmo caminho seguro, e sua vida acabe estagnada e você se aprisiona num realismo pessimista. É necessário manter o equilíbrio com o AR.

FOGO: a presença, o seu brilho, sua força interior. Em equilíbrio mostra o seu potencial natural, permite que os outros o admirem, e que você não se limite, nem se diminua e brilhe como você é. Se em excesso por outro lado, faz com que você acabe caindo no orgulho, e se tornando um pouco prepotente demais, ofuscando a chama dos outros, que passam naturalmente a evitar a sua presença, que acaba se tornando incômoda e você precise brigar e gritar pra continuar em evidência. "Essa pessoa é fogo!" não é um bom elogio. Nessas horas, é bom se recolher e buscar contato com a...

ÁGUA: a serenidade, a tranquilidade, sua paz interior. Quando bem equilibrada faz você fluir com facilidade pela vida, não se prendendo a pequenas coisas e permanecendo no seu centro, tranquilo, pacífico. Você está em paz e as pessoas passam a curtir estar na sua presença mesmo em silêncio. Quando demais por ouro lado, você acaba sendo muito permissivo e algumas pessoas e situações tendem a abusar da sua infinita paciência e uma hora você se nota com uma demanda superior a que você pode suportar. Quando isto acontece, é necessário se impor, marcar seu território e pra isso invocar o seu FOGO interior.

Todos temos os 4 elementos e suas dádivas dentro de nós. Com certeza temos algum se sobressaindo mais do que outro, mas quando estamos nos sentindo pra baixo, pesados, irritados ou indulgentes vale a pena dar uma analisada para ver o que está faltando ou sobrando.
No equilíbrio de ar e terra, e água e fogo, encontra-se você em seu potencial máximo, como criatividade, realização, presença e tranquilidade que te faz fluir leve e consciente por esse tempo e espaço.

Fonte Portal 11:11