segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

5 DICAS PARA CAPTAR MUITOS CLIENTES NA ADVOCACIA


A concorrência no mercado jurídico é muito acirrada. Escritórios de advocacia, principalmente de pequeno e médio porte, buscam descobrir como captar clientes na advocacia e apostam em estratégias para se destacar no meio, além de criar uma boa rede de relacionamento.
Para tornar o escritório mais lucrativo, é importante investir em um plano tático: avaliar o mercado e as possibilidades de crescimento, traçar metas e, por que não, lançar mão de um bom planejamento de marketing jurídico para aumentar a carta de clientes e o reconhecimento dos sócios.
A montagem desse planejamento em escritórios iniciantes, onde ainda não está bem definida a área de atuação, exige foco. Delinear o nicho de mercado vai ajudar a definir como captar clientes na advocacia e como posicionar-se no segmento. Para isso, é importante investir em atualização e especialização dos sócios e na definição clara de todas as necessidades e do perfil do cliente. Quais são as expectativas e como vou consolidar minha marca no mercado devem ser perguntas respondidas nesse caso.
As respostas das perguntas acima podem ser bastante eficazes para orientar a sua autopromoção. Para aumentar o networking, o advogado pode lecionar em faculdades de direito, por exemplo. A dica é se apresentar ao mercado como referência de conteúdo específico. Quando o advogado se torna especialista em uma área, é convidado a escrever artigos para revistas, jornais ou blogs e chamado a dar entrevistas para programas de televisão. Dessa forma o advogado se torna uma referência no assunto e passa a produzir conteúdo rico, o que gera bons resultados para clientes que buscam uma autoridade para resolver uma questão jurídica.
Além das aulas, outras estratégias podem ser adotadas. Abaixo, apresentamos cinco estratégias para implementar no seu escritório o quanto antes:

Como captar clientes na advocacia em 5 dicas

Aposte na comunicação
Como captar clientes na advocacia? Comece aproveitando bem os canais digitais. Um site bem construído, com todas as informações sobre a atuação do escritório de advocacia, é uma porta de entrada para clientes. Grande parte dos brasileiros consulta a internet antes de comprar um produto ou serviço.
Crie um layout que represente o escritório. Logotipos e cores bem aplicados farão parte da composição visual da marca e estarão presentes em cartões de visita, materiais de escritório, placas e no site da empresa.

Participe de entidades e associações empresariais
Participar ativamente faz toda a diferença para se tornar conhecido no meio. Marque presença em eventos importantes da área, ministre palestras e compartilhe seu conhecimento. Eventos e entidades são bons lugares para aumentar a rede de contatos, e consequentemente, de clientes.

Crie uma rede de relacionamento
Uma sugestão é propor serviços de consultoria para empresas de conhecidos, ou ainda buscar na rede de relacionamento pessoas com problemas trabalhistas, previdenciários, ou como consumidor, por exemplo. Normalmente se um conhecido tem problema trabalhista ou previdenciário, outras pessoas que trabalham com ele devem ter os mesmos problemas.

Invista na profissionalização
Você seguiu as dicas acima e resolveu o dilema de como captar clientes na advocacia. De nada adianta triplicar a carteira se o atendimento não for bem feito. Uma equipe especializada vai servir como apoio para o crescimento do negócio. Conte com o apoio de um software jurídico para organizar a demanda e de um profissional que entre com contato com os clientes, entenda suas necessidades e transfira para o advogado responsável.

Siga o Código de Ética
Ainda no tema “como captar clientes na advocacia“, quando se fala em marketing jurídico é preciso ficar atento ao que preconiza o Código de Ética. Há uma limitação, de acordo com o provimento 94/2000, relacionado ao capital intelectual e sua divulgação. De acordo com o parágrafo 1º do provimento, “a publicidade deve ser realizada com discrição e moderação, observado o disposto nos arts. 28, 30 e 31 do Código de Ética e Disciplina”. O uso de informação para fins de prospecção de clientes deve ser muito bem avaliado.

Nesse contexto, alguns profissionais pensam em usar estratégias que, por muitas vezes, contradizem o disposto no Código de Ética. Nesse caso, fuja do “casa de ferreiro, espeto de pau”. Um advogado bem quisto no mercado deve, acima de tudo, prezar pela ética e pela qualidade. Mostramos acima algumas formas permitidas e viáveis de divulgar seu trabalho e gerar demanda sem burlar as regras. Já falamos aqui no blog sobre o assunto. Conheça nossa opinião sobre marketing jurídico e algumas dicas de como captar clientes na advocacia utilizando marketing digital.

Por SAJ ADV
Fonte JusBrasil Notícias