sábado, 2 de setembro de 2017

AS DIFERENÇAS ENTRE MIAR E RONRONAR

Apesar de produzir 100 tipos de vocalizações distintas, os gatos costumam miar ou ronronar para expressar o que estão sentindo

Os gatos não conseguem demonstrar suas emoções por meio das expressões faciais.  No entanto, os felinos desenvolveram habilidades para se comunicar com o mundo que os cerca por meio de miados e através do ronronar e da linguagem corporal.
Embora miar e ronronar sejam maneiras de se comunicar, existem diferenças pontuais que definem o sentido e objetivo de cada som produzido pelo felino.

Por que o gato mia?
De uma maneira geral, o miado do gato é uma maneira que ele utiliza para chamar a atenção de seu dono e evidenciar o que ele está sentindo. Justamente por isso o animal produz diferentes tipos e frequências de sons para designar o que está sentindo.  Alguns deles são:

Miados curtos
Normalmente esses miados mais curtos e pontuais são utilizados quando o gato responde ao chamado do dono, quando quer fazer xixi, sair para passear ou até mesmo quando ele estiver com fome. É comum também o animal utilizar esse tipo de miado quando está se sentindo ameaçado por um inimigo.

Miados fracos
Aquele som quase inaudível que o felino faz com a boca levemente aberta é apenas uma maneira de reconhecer uma pessoa. Normalmente os gatos emitem esse som após rever o dono após algumas horas de separação.

Miados longos
É bem comum que os gatos emitam sons mais longos quando estão feridos, sentindo dores ou até mesmo no cio, no caso das fêmeas. O som é mais agudo e prolongado. É possível ouvir esse miado quando os gatos querem "demandar" algo, como, por exemplo, que seja alimentado imediatamente.
Apesar de caracterizado em estilos, os gatos são capazes de produzir 100 tipos de vocalizações distintas para se expressar.

Por que o gato ronrona?
A capacidade dos felinos de ronronar é algo que intriga a ciência data de hoje. Isso porque a vibração das cordas vocais dos gatos está diretamente ligada, assim como no caso do miado, a um processo normal do seu corpo e seus sentimentos.
O ato de ronronar é produzido por meio da vibração dos músculos presentes nas cordas vocais dos felinos. Tal habilidade permite que os animais ronronem continuamente, mesmo durante a inspiração e a expiração. Além disso, os gatos possuem um osso na garganta, o hióide, que muito se assemelha a parte existente no pescoço de humanos.
Normalmente os gatos ronronam quando estão felizes, mas também podem produzir o som quando estão machucados, aborrecidos, chateados, ou até mesmo assustados.

Fonte Equipe Linkanimal