quinta-feira, 30 de março de 2017

8 PASSOS PARA FAZER A SUA REDE DE CONTATOS FUNCIONAR

Quer explorar ao máximo suas conexões profissionais? Confira regras para intensificar seu relacionamento com o mercado, segundo especialistas

Contatos: a chave para um bom networking está nas conexões emocionais

É comum ouvir no mundo corporativo a seguinte máxima: “não importa o que você sabe, mas quem você conhece”. No entanto, expandir conexões profissionais não é tão simples (nem tão rápido) quanto se pode imaginar.
Para a consultora empresarial Surama Jurdi, colecionar cartões é fácil. “O difícil é transformar contatos em relações”, alerta.
Diante disso, EXAME.com ouviu especialistas para definir alguns cuidados básicos para um networking com resultados reais e sustentáveis. Confira:

1 Invista em autoconhecimento
Quem é você? Quais são suas forças e fraquezas? O que você pode oferecer ao mercado?
É fundamental saber responder a essas questões para saber quais são os ambientes e quem são as pessoas de que vale a pena se aproximar.

2 Domine seu ambiente
Procure reconhecer as oportunidades e ameaças do seu entorno. De acordo com Carlos Felicissimo, diretor executivo do Group 4, você deve fazer tanto networking interno - isto é, para sua “sobrevivência” no seu emprego - quanto externo - no mercado de forma geral, visando a oportunidades de longo prazo. Invista no seu ambiente conhecido sem ignorar o mundo lá fora, e vice-e-versa.

3 Defina seus “alvos”
Tenha claros os seus objetivos com o networking. Quem você quer conhecer? Em que empresas ou setores você deseja ser conhecido? Que tipo de pessoas quer atrair para o seu círculo? Sem responder a essas perguntas, você perderá tempo e energia com conexões improdutivas.

Seja preciso em suas escolhas
Invista tempo e energia apenas em interações de qualidade. Para conseguir se relacionar com as pessoas certas, frequente eventos relevantes para a sua área de atuação e participe de fóruns e discussões na internet em que você pode se destacar como contribuidor.

5  Cuide de sua imagem
Com seus objetivos definidos, decida que perfil você quer transmitir de si mesmo. Você quer parecer um profissional maduro, sério e confiável? Ou prefere ser visto como alguém mais jovial, inovador e arrojado?
Cultive uma imagem coerente com os seus objetivos profissionais e adapte sua comunicação a esse padrão.

6  Procure cativar o outro
Saiba ouvir e fazer o outro se sentir acolhido. Para Surama Jurdi, a chave para um bom networking está nas conexões emocionais que você estabelece com os demais.
Manter um contato humano, pessoal e caloroso com o outro são atitudes capazes de despertar uma impressão favorável a seu respeito - e fazer toda a diferença lá na frente.

7  Explore tanto o ambiente online quanto o offline
Redes sociais como LinkedIn e Facebook ajudam a “azeitar” relacionamentos presenciais, e vice-e-versa.
É fundamental buscar um equilíbrio entre os dois universos para tirar proveito do melhor que cada um pode oferecer. Vale dar continuidade às suas interações por meio de diversos canais, do e-mail ao tête-a-tête.

8  Tenha paciência
Administre suas expectativas com base no seu tempo de experiência. Relações geralmente são construções de longo prazo – e, portanto, exigem esforço e persistência para funcionarem.
Preocupe-se menos com o número de contatos que você pode acumular hoje, e mais com a profundidade dos relacionamentos que serão importantes para você amanhã. A recompensa tarda, mas não falha.

Por Claudia Gasparini
Fonte Exame.com