sábado, 3 de junho de 2017

3 DICAS PARA LIDAR COM GATOS QUE FOGEM DE CASA

Seja apenas para um passeio ou com a intenção de acasalar, os gatos adoram passear sozinhos. Mas, às vezes, eles podem nunca mais voltar

Gatos que saem de casa sozinhos podem se perder, adquirir uma doença ou até sofrer algum acidente.  Mesmos os gatos que estão acostumados com as saídas diárias podem se perder ao seguir uma presa ou se assustarem com algum barulho ou animal. Para lidar com os fujões e evitar danos maiores, algumas medidas são bem vindas e muito eficazes. A lista de três maneiras de lidar com os gatos que fogem de casa.

1. Castrar o animal o torna mais caseiro
Castrar o animal  ainda se mostra um dos métodos mais eficazes para acalmar gatos que adoram sair de casa. Ao ser castrado, o gato fica mais tranquilo e tende a querer sair menos de casa. Fazendo isso quando os gatos ainda são pequenos, com até dois anos de idade, eles ficam mais caseiros, o que reduz a probabilidade de saírem de casa para acasalar ou brigar.
Segundo a Universidade da Califórnia, a castração é eficaz em até 90% dos gatos machos, pois, nesse procedimento, os testículos são retirados para não acontecer o acasalamento, e, dessa forma, o animal perde o hábito de marcar território, além de ficar menos agressivo.

2. Instale um chip de identificação
Outra opção é instalar um chip no animal. Apesar do custo um pouco maior, os chips possuem informações sobre o gato, que ajudam na hora de identificar um animal perdido. Além disso, as leis brasileiras impedem que qualquer animal que tenha um chip seja sacrificado.
A colocação do chip não é dolorosa.  Ele é introduzido com uma agulha e funciona como uma vacina; o gato sentirá apenas uma picada, que passa rapidamente e não deixa ardência ou irritação no local onde foi aplicado o aparelho. 

3. Tele a sua casa ou construa um gatil
As telas inclinadas impedem o gato de escalar o muro e fugir para a rua. Em casa, telar os muros pode ser uma tarefa difícil e, nesse caso, a alternativa é telar as janelas e acostumar os gatos a viverem dentro de casa. 
É necessário também tomar cuidado ao passar pelas portas, pois o gato é rápido e pode fugir pela porta. Instruir todos os moradores da casa a seguirem essa regra também é de grande importância.
O gatil é a versão felina do canil, e é um espaço reservado para o gato se exercitar e brincar. Essa alternativa estimula a independência desses animais, sem que eles corram perigo.

Fonte Linkanimal