terça-feira, 4 de abril de 2017

O TEMPO CERTO DAS COISAS


A gestalt terapeuta Barry Stevens escreveu um livro: “Não apresse o rio, ele corre sozinho. Portanto, enquanto o barco vai navegando, usufrua da paisagem, absorva o que ela te oferece e confie no tempo certo das coisas.”
Geraldine Ravaglio

Tempo é um ativo importantíssimo! Não há dúvidas. Não posso apressar o rio e não preciso correr para absorver tudo o que aparece na minha frente. Posso criar estratégias de aprendizado que me ajudem a filtrar melhor as informações e construir conhecimento relevante para minha carreira, sem pressa, com prontidão.

Menos “Papa-Léguas”, mais “Neo-Matrix”. Posso melhorar meu aprendizado e minha performance refletindo sobre 5 perguntas:

1) O que estou realmente precisando aprender?
Não é o que gosto, é o que faz a diferença.

2) Quem são os experts?
Não o que eles sabem, mas como aplicam o que sabem.

3) O que eles consideram crucialmente importante aprender para que eu seja proficiente? 
Não espere um elogio, pergunte o que fazer no próximo nível.

4) Existe algum vídeo, artigo, livro, podcasting que possa ajudar a complementar minha aprendizagem?
Por vezes, um vídeo ou conversa de 20 minutos valem muito mais do que um seminário de 8 horas.

5) Como posso construir um plano de ação e aplicá-lo no meu dia a dia?
A evolução não vem necessariamente do saber muito, mas do fazer muito bem.

Não é questão de apressar o rio, mas sim, de observar e aprender da melhor forma possível, no tempo que é possível.

Por Sidnei Oliveira
Fonte Exame.com