terça-feira, 18 de abril de 2017

CRIANDO AMIZADES VERDADEIRAS

“Ama teu próximo como a ti mesmo. 
O resto é comentário”.

"O amor não acontece de forma fácil – nem mesmo entre amigos ou dentro de uma família unida. Se nossos irmãos e irmãs ou nossos pais não fossem nossos familiares, será que ainda assim os amaríamos? Muitas pessoas, se fossem responderde forma honesta, teriam que dizer “não”.
Não existe dúvida: amar é um trabalho árduo, especialmente amar aqueles mais próximos de nós.
As pessoas têm sorte se no curso de uma vida inteira conseguirem ter cinco amigos verdadeiros a quem amem de verdade.
“Não, você está errado. As pessoas têm sorte se conseguirem ter pelo menos um amigo verdadeiro”.
Um amigo verdadeiro que amemos de verdade é mais do que alguém que vai conosco ao cinema ou a um jogo de futebol. É uma proximidade que está além de apenas se sentir confortável com aquela pessoa. É alguém com quem sempre nos mantemos conectados.
A amizade afetuosa é muito rara, mas também é algo que devemos lutar para conseguir obter. Não por ser divertida ou interessante, mas porque amizade verdadeira é uma necessidade básica. Precisamos atingir um nível de proximidade com os outros onde removamos os espaços; onde o “você” e o“eu” deixem de ser dois e comecem a se fundir em um ente chamado “nós”.
Tente remover a separação entre você e aqueles que se encontram próximos. Ame-os como você gostaria que eles o amassem! Isso terá um significado diferente para cada um de nós. Talvez seja arranjar mais tempo para passar com aqueles que amamos ou talvez seja relevar os defeitos de um amigo ou familiar para enxergar sua bondade interior. Qualquer que seja o caso, isso significará compartilhar com eles, mesmo quando for desconfortável e, amá-los sem quaisquer condições ou interesses.
O verdadeiro teste de amizade não é o quanto você ama uma pessoa quando ela dá o seu melhor, mas o quanto você ama uma pessoa quando ela mostra o seu pior lado.
Mas a verdade é: Amizade é espiritualidade."
(Yehuda Berg)